Notícias





Post Top Ad

Your Ad Spot



quarta-feira, 18 de agosto de 2021

Motorista é demitido por escrever ‘Aceitamos Xerecard’, ‘Palmeiras não tem Mundial’ e ‘Nave Monstro’ em letreiro de ônibus

Fotos com as frases escritas no letreiro do ônibus viralizaram nas redes sociais e o motorista do veículo foi demitido da cooperativa


(c) - Foto: Reprodução/Instagram


O funcionário de uma empresa de transporte coletivo de Campinas, em São Paulo, foi demitido na sexta-feira (13) após escrever frases polêmicas e até mesmo ofensivas no letreiro de um ônibus fora de operação, que estava conduzindo para a garagem. 


Quem passou pelo veículo pôde ler as mensagens que viralizaram nas redes sociais: “Aceitamos Xerecard”, “Palmeiras não tem Mundial” e “Nave Monstro”.


O motorista foi desligado da cooperativa que trabalhava que informou, em nota ao site “A Cidade On”, que “as mensagens nos letreiros da frota do transporte público coletivo são definidas por Ordem de Serviço para a operação no sistema, trazendo, prioritariamente, o número e o nome do itinerário“. 


Mensagens especiais precisam ser autorizadas pela Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) ou pela Secretaria de Transportes da Prefeitura Municipal de Campinas (Setransp), e geralmente se tratam de “Feliz Natal”, “Feliz Dia das Mães”, “Feliz Dia dos Pais” e “Feliz Ano Novo”. As exceções são as orientações relacionadas à pandemia, como uso de álcool em gel, por exemplo.


Ainda, a Emdec informou que convocou a cooperativa para mais explicações e para reforçar que tal irregularidade não pode ser aceita e colocará ao permissionário que a prática está sujeita a multas e sanções.


O presidente da Cooperatas, Walter Rocha, lamentou o episódio e a atitude do funcionário do permissionário. Ele disse que novas orientações foram feitas para todos os proprietários desde que a irregularidade foi comunicada, com objetivo de destacar a necessidade de seguir a ordem de serviço.


Rocha também destacou que a cooperativa atua com respeito às mulheres, integra oficialmente o sistema de transporte desde 2005, e que discutirá com a Emdec a possibilidade de colocar acesso ao conteúdo do letreiro sob exclusiva responsabilidade da Cooperatas, em vez dos permissionários.


RIC Mais / Fonte: CRN Online - www.crn1.com.br

Matéria postada pelo jornalista Claudinei Prado - MTPS 23.455/SP e IFJ 674 BR

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Your Ad Spot